A oração é o nosso relacionamento com Deus

 A oração é o nosso relacionamento com Deus

A oração é o nosso relacionamento com Deus (Foto: Reprodução/Internet)

A oração é o nosso cordão umbilical com Deus. É o que nos liga ao Pai Celestial. Assim como o bebê que recebe através do cordão o sangue, o oxigênio e os nutrientes necessários para viver, por meio da oração recebemos tudo que necessitamos para viver uma vida de paz e abundância. A oração é a principal forma de manter um relacionamento íntimo com o Senhor.

 

“Então vocês clamarão a mim, virão orar a mim, e eu os ouvirei. Vocês me procurarão e me acharão quando me procurarem de todo o coração” Jeremias 29:12-13.

 

Através da oração, grandes milagres aconteceram e acontecem até hoje na terra. Por meio de Jesus Cristo fomos reconectados à Deus. O véu do santuário rasgou-se (Mateus 27-51) e o livre acesso ao Pai foi garantido a todos nós. “Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, a não ser por mim” João 14:6. Todas as vezes que Jesus falou com o Pai, ele orou, pois a oração é uma conversa com o Senhor. É o momento de abrir o nosso coração por inteiro diante de sua presença. Ele é e sempre será o nosso fiel amigo, aquele que nos dá os melhores conselhos, o melhor colo e o refrigério em tempos difíceis.

Em Mateus 6:5-15, Jesus nos ensina como devemos orar:

5 “E, quando vocês orarem, não sejam como os hipócritas. Eles gostam de ficar orando em pé nas sinagogas e nas esquinas, a fim de serem vistos pelos outros. Eu asseguro que eles já receberam sua plena recompensa.

6 Mas, quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto. Então seu Pai, que vê em secreto, o recompensará.

7 E, quando orarem, não fiquem sempre repetindo a mesma coisa, como fazem os pagãos. Eles pensam que por muito falarem serão ouvidos.

8 Não sejam iguais a eles, porque o seu Pai sabe do que vocês precisam, antes mesmo de o pedirem.

9 Vocês, orem assim:

“Pai nosso, que estás nos céus!

Santificado seja o teu nome.

10 Venha o teu Reino;

seja feita a tua vontade,

assim na terra como no céu.

11 Dá-nos hoje o nosso

pão de cada dia.

12 Perdoa as nossas dívidas,

assim como perdoamos

aos nossos devedores.

13 E não nos deixes cair

em tentação,

mas livra-nos do mal,

porque teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém.

14 Pois, se perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também perdoará vocês.

15 Mas, se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não perdoará as ofensas de vocês.

 

Jesus nos ensina a criar uma verdadeira intimidade com Deus. Não precisamos de palavras difíceis e bem elaboradas para falar com o Pai. Precisamos apenas buscá-lo de todo o coração, com fé, humildade e sede do seu amor.

 

“Peçam, e será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta será aberta. Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e àquele que bate, a porta será aberta” Mateus 7:7-8.

 

A oração não é somente momento de petição, não seja apenas um pedinte diante de Deus. Seja um adorador do Santíssimo. Ame-o pelo que Ele é, não pelo que pode fazer. Agradeça pela vida, sua família, amigos e todas suas conquistas. Agradeça também pelo que há de vir. Peça perdão pelas falhas. Louve com cânticos de alegria o Senhor.

Que possamos criar o hábito de conversar com Deus. Ele sempre estará disponível para nos atender. A nossa oração é poderosa e alegra os céus. A nossa oração faz por nós aquilo que os nossos braços são incapazes de fazer.

 

“Portanto, que todos os que são fiéis orem a ti enquanto podes ser encontrado; quando as muitas águas se levantarem, elas não os atingirão” Salmos 32:6.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *