Manifestantes fazem atos a favor de Bolsonaro e do voto auditável

 Manifestantes fazem atos a favor de Bolsonaro e do voto auditável

Neste domingo (1), manifestantes foram às ruas em algumas cidades do país em atos a favor do voto impresso e do presidente Jair Bolsonaro .

Alguns protestos tiveram início ainda pela manhã. A maioria dos manifestantes usava roupas nas cores verde e amarela e carregava cartazes e faixas com mensagens sobre pedido de voto impresso nas eleições de 2022 e com declarações em apoio a Bolsonaro.

Em Teresina, a manifestação foi realizada no final da tarde avenida Raul Lopes, zona leste da capital. A concentração foi em baixo da ponte estaiada e contou com a presença de aproximadamente quatrocentas pessoas. Embora existisse um número bem superior de pessoas presentes no entorno praticando atividades físicas.

As falas, no palanque montado em carro aberto, foram quase exclusivamente em campanha contra as vacinas da covid-19.

Houve também registros de faixas com mensagens inconstitucionais, como pedidos de destituição de ministros do Supremo Tribunal Federal.

Os protestos seguiram com manifestantes a pé, de carro e de moto. Até as 20h40, haviam sido registradas manifestações em pelo menos 54 municípios (sendo 25 capitais), localizados em 24 estados e no Distrito Federal. Não ocorreram atos no Acre e em Rondônia.

Em maio, quando a urna eletrônica completou 25 anos, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, afirmou que ela garante eleições seguras e transparentes.

“As urnas eletrônicas ajudaram a superar os ciclos da vida brasileira que vêm desde a República Velha, em que as fraudes se acumulavam”, declarou Barroso.

Um mês depois, ele repetiu as afirmações a um grupo de deputados e disse que as eleições no Brasil são “seguras, transparentes e auditáveis”. “Não é para mudar a convicção e compromissos políticos de cada um. É apenas uma reunião de transparência para demonstrar que tudo aqui é feito de maneira aberta e fiscalizável.”

Com informações do G1 -Brasília

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *