Acordos trabalhistas injetaram R$ 246 milhões no Piauí 2021

 Acordos trabalhistas injetaram R$ 246 milhões no Piauí 2021

Em 2021, o Tribunal Regional do Trabalho 22ª Região-PI realizou, por meio de suas unidades de conciliação, 495 acordos em ações trabalhistas em sua jurisdição, que resultaram em R$ 246 milhões. Além de beneficiarem as partes envolvidas,  esses recursos, na medida em que são liberados, representam uma importante injeção na economia regional.

Unidades de conciliação

Além de seus órgãos julgadores (Varas do Trabalho, Sessões das Turmas e do Pleno), a Justiça do Trabalho dispõe de três unidades voltadas à conciliação. Essas unidades mantêm-se em atividade permanente, sempre em busca propiciar acordo em processos que já tenham sido julgados, e sua consequente execução, que é a fase final, em que o dinheiro é recebido pelo autor da ação trabalhista.
São essas as unidades de conciliação:

 Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Disputas – NUPEMEC

Dentre as atribuições do NUPEMEC, destacam-se: o desenvolvimento de Política Judiciária de tratamento adequado das disputas de interesses no âmbito da Justiça do Trabalho; o planejamento, a implementação, a manutenção e o aperfeiçoamento das ações voltadas ao cumprimento da política e suas metas.

 Centro Judiciário de Métodos Consensuais de Solução de Disputas – CEJUSC

Vinculada ao NUPEMEC-JT, a unidade é responsável pela realização das sessões e audiências de conciliação e mediação de processos em qualquer fase ou instância, inclusive naqueles pendentes de julgamento perante o Tribunal Superior do Trabalho. O CEJUSC divide-se em duas instâncias: de 1º Grau (ações que tramitam nas Varas do Trabalho) e de 2º Grau (processos que tramitam no TRT). Atendimento e contatos

As unidades de conciliação funcionam no edifício-sede do TRT 22, na Av. João XXIII, 1460, bairro dos noivos, Teresina-PI. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 7:30 às 14:30, e pode ser agendado pelos telefones (86) 2106-9435 e 2106-9525.

Fonte TRT-22ª Região-PI

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *